terça-feira, 3 de novembro de 2009

Para o meu bebê, Miguel


[Texto escrito no aniversário de 1 ano do meu afilhado Miguel, com modificações]


Passou tão rapido! Eu lembro como se tivesse sido há poucos meses atrás que Mabel me chamou na garagem, tirou o exame d debaixo da blusa e eu li: positivo. e ela disse: “Tô grávida e você vai ser a madrinha!” Eu me lembro perfeitamente, mas foi em janeiro d 2006!Também parece que faz poucos meses o dia que fui com ela e a minha tia assistir a ultra, todo mundo querendo saber se era menino ou menina e eu falei: “Hoje ele vai mostrar porque a dindinha vai ver.” E não é q ele mostrou mesmo? Na hora q o médico falou: “É homem” foi um choque! Eu esperando tanto q fosse Marina, doida para comprar uma sapatilha para ela... mas de lá fomos para o Plaza e compramos tantas coisas fofas de menino que até me animei.
E parece que foi ontem que eu acordei antes das sete da manhã para ir para a maternidade esperar Miguel nascer. Eram 10 e pouca quando ja estava todo mundo andando nervoso e eu estava lá, encostada no vidro do berçário, quando veio um médico, bateu no vidro e me perguntou: “É da família da Mabel? Já nasceu!” Minutos depois trouxeram aquela criança cabeluda com os olhinhos (na época eram olhinhos) abertos já olhando para a gente.Mas isso ja faz 1 ano! E nesse ano eu aprendi tanto! Aprendi a trocar fralda, a fazer bebê dormir, a fazer suquinho... mas também aprendi a amar um bebê com todas as minhas forças, aprendi como o sorriso de uma criança pode me deixar feliz mesmo que toda a minha vida esteja desabando, aprendi o significado da frase: "Amar é encontrar alguém mais importante que você" porque sim, eu me importo mais com ele do que comigo, porque ele é TUDO para mim, minha razão d viver, mesmo! Não existe nada como ter alguém gritando "Dindaaaaa!", não existe mais ninguém que me faça sair de casa num sol de meio dia só para levar no colégio. nem que me convença a jogar bola tão feliz. E, principalmente, não existe ninguém mais por quem eu tenha essa vontade de proteger de tudo. Amor como esse? Só quando o filho for meu!

2 comentários:

Juliana Dias disse...

Que lindo texto!!! Miguel é lindo, vc é linda...rsrsrs....Quando filho for seu amiga, vc vai na lua e volta...aliás, vc visitará todos os planetas do Universo..kkkkk
beijos, saudades!

FatoSempalavras. disse...

Ok. pode pôr, pois farei o mesmo senão houver problema para ti. =)

Conhece aquela música do título???


Parabéns pelo afilhado. Eu tb sou todo bobo com a minha gatinha (afilhada) rs rs


bjs.